" Amai, porque nada melhor para a saúde que um amor correspondido". - Vinicius de Moraes

16 de mar de 2018

E a gente tem dias assim também.
Dias de reticências...
Dias de interrogação   ????
Dias de exclamação !!!
Dias de ponto final.
Tem dias que a gente não sabe o que é...
E tem dias que a gente sabe muito bem o que quer.
Tem dia pra tudo...
E tem tudo num dia.
Tem o dia do acaso...
E tem sempre o dia certo.
Tem dias e dias...
E tem também "o" dia.
A gente tem sempre um dia...
E a gente tem dias assim também.
Ontem, hoje, amanhã.
É sempre um dia...
Um dia de muitos dias.


20 de fev de 2018

Ah!
Ah! Esses dias...
Ah! Esses dias de saudades...
Ah! Esses dias de saudades de você...
Ah! Esses dias de saudades de você aqui...
Ah! Esses dias de saudades de você aqui comigo.
Ah! Esses dias que sempre sonho...
Ah! Esses dias que sempre lembro...
Ah! Esses dias que sempre sinto você aqui.
Ah! Esses dias de amor...
Ah! Esses dias de carinho...
Ah! Esses dias que ficam na memória.
Ah! Esses dias de olhares...
Ah! Esses dias de sorrisos...
Ah! Esses dias especiais.
Ah!
Ah! Esses dias...
Ah! Esses dias de saudades de você aqui comigo....


16 de jan de 2018

E ela olhava a chuva caindo
os dias passando
a vida seguindo...
O que mais poderia acontecer?
Uma lágrima para selar o momento.
Um suspiro lento para acarinhar o momento.
E o silêncio para dizer o que as palavras não são capazes para o momento.
Para onde vamos agora?

19 de dez de 2017

De tantas pessoas
De tantas histórias
De tantas vidas
De tantos sorrisos
De tantos abraços
De tantos olhares
De tantos encontros...
Você e eu
Eu e você
É uma pessoa que somos nós
É uma história que é a nossa
É uma vida de tantas outras que já vivemos
São sorrisos distribuídos no silêncio das palavras
São abraços apertados no meio do dia
São olhares trocados no meio de tantos outros
São os encontros mágicos...
Você e eu
Eu e você
Um suspiro....
E o coração dizendo que não quer mais esperar.

7 de dez de 2017

Às vezes tão perto.
Às vezes tão distante...
Às vezes te sinto aqui.
Às vezes estás tão longe...
Às vezes não sei o que dizer.
Às vezes sei que o silêncio basta...
Às vezes eu preciso de você aqui.
Às vezes sei que você precisa ir.
Às vezes é agora.
Às vezes é um até logo...
Às vezes é um sorriso.
Às vezes é uma lágrima...
Às vezes, hoje, talvez, um amanhã quem sabe.
São as incertezas e certezas
...de você
...de nós.
De nós que é muito mais do que eu e do que você.
De um nós que é maior do que essas palavras podem dizer...
De nós que somos um.
De um nós que vive em mim.
E de um nós que vive em você.


6 de dez de 2017

Do que é feito céu?
- perguntou a menina encantada.

De algodão doce.
- respondeu seu avô.

E como chegam até lá?
- perguntou a menina duvidosa.

Com o sopro do coração.
- respondeu o avô sorrindo.

E como se faz isso?
- perguntou a menina curiosa.

Quando você deseja uma coisa muito forte dentro do seu coração, muito forte mesmo, ela se expande ganha os céus e viram nuvens. Nuvens branquinhas, nuvens cinzas, nuvens amarelas, nuvens vermelhas, nuvens laranjas e todas as cores do arco íris.
- respondeu o avô atencioso.

E por que são de algodão doce?
- perguntou a menina intrigada.

Porque, querida, nossos corações são doces. Pode ser que você encontre algum coração um pouco "azedo". Mas, todos nós temos a doçura dentro do nosso coração, guardadinha em algum canto, esperando para poder florir.
- respondeu a avô romântico.

Ah, entendi. Uma pessoa quando está triste ela acaba mandando nuvens cinzas pro céu, que acabam chorando. Mas, essas nuvens também tem a sua doçura, porque assim que param de chorar abrem um lindo sorriso chamado arco-íris. E no meu coração sempre vai existir nuvens de todas as cores que eu vou mandar pro céu. E o céu sempre vai doce porque todos nós temos a doçura e o sorriso do arco-íris no nosso coração.
- falou a menina inteligente.

É isso mesmo minha menina.
- disse que o avô jubiloso.

13 de dez de 2016

Segue o vento! Segue a chuva!
Aonde vamos?
Um abraço.. Um sorriso..
Já chegamos?
E quanto mais eu tento...
Será que o vento mostrará a direção?
São tantos pedaços nesse mundo quebrado.
Eu já não sei por onde eu começo a montar...
Sim, faltam peças nesse quebra-cabeça da vida.
Será que o vento as levou?
Quantas dúvidas!
Será que irei chegar?