"A mente que se abre a uma nova idéia jamais volta ao seu tamanho original."
(Albert Einstein)

7 de dez de 2017

Às vezes tão perto.
Às vezes tão distante...
Às vezes te sinto aqui.
Às vezes estás tão longe...
Às vezes não sei o que dizer.
Às vezes sei que o silêncio basta...
Às vezes eu preciso de você aqui.
Às vezes sei que você precisa ir.
Às vezes é agora.
Às vezes é um até logo...
Às vezes é um sorriso.
Às vezes é uma lágrima...
Às vezes, hoje, talvez, um amanhã quem sabe.
São as incertezas e certezas
...de você
...de nós.
De nós que é muito mais do que eu e do que você.
De um nós que é maior do que essas palavras podem dizer...
De nós que somos um.
De um nós que vive em mim.
E de um nós que vive em você.


6 de dez de 2017

Do que é feito céu?
- perguntou a menina encantada.

De algodão doce.
- respondeu seu avô.

E como chegam até lá?
- perguntou a menina duvidosa.

Com o sopro do coração.
- respondeu o avô sorrindo.

E como se faz isso?
- perguntou a menina curiosa.

Quando você deseja uma coisa muito forte dentro do seu coração, muito forte mesmo, ela se expande ganha os céus e viram nuvens. Nuvens branquinhas, nuvens cinzas, nuvens amarelas, nuvens vermelhas, nuvens laranjas e todas as cores do arco íris.
- respondeu o avô atencioso.

E por que são de algodão doce?
- perguntou a menina intrigada.

Porque, querida, nossos corações são doces. Pode ser que você encontre algum coração um pouco "azedo". Mas, todos nós temos a doçura dentro do nosso coração, guardadinha em algum canto, esperando para poder florir.
- respondeu a avô romântico.

Ah, entendi. Uma pessoa quando está triste ela acaba mandando nuvens cinzas pro céu, que acabam chorando. Mas, essas nuvens também tem a sua doçura, porque assim que param de chorar abrem um lindo sorriso chamado arco-íris. E no meu coração sempre vai existir nuvens de todas as cores que eu vou mandar pro céu. E o céu sempre vai doce porque todos nós temos a doçura e o sorriso do arco-íris no nosso coração.
- falou a menina inteligente.

É isso mesmo minha menina.
- disse que o avô jubiloso.

13 de dez de 2016

Segue o vento! Segue a chuva!
Aonde vamos?
Um abraço.. Um sorriso..
Já chegamos?
E quanto mais eu tento...
Será que o vento mostrará a direção?
São tantos pedaços nesse mundo quebrado.
Eu já não sei por onde eu começo a montar...
Sim, faltam peças nesse quebra-cabeça da vida.
Será que o vento as levou?
Quantas dúvidas!
Será que irei chegar?

6 de mar de 2016

Nas cirandas da vida
Na roda gigante do amor
Quem sabe um dia nós vivemos
Vivemos um grande amor.
O que eu posso dizer?
Se palavras não conseguem expressar o que eu sinto
Se me falta fôlego 
Se me falta ar...
Uma lágrima,
Um suspiro.
Eu fecho os olhos e lembro dos momentos
Dos momentos vividos.
Tão poucos, tão singelos,
Mas tão intensos.
Se um dia eu puder viver de novo
te ver de novo
te olhar de novo..
Ainda assim não terei palavras.
É profundo. 
É lá do fundo.
E, ainda assim não terei palavras. 

20 de fev de 2015

Pegadas,
é o que deixamos na estrada
No caminho da vida.
Marcas,
É o que fica
No meu e no seu espírito
Sonhos,
É o que criamos, o que queremos
Amor,
Amor...
um sentimento...
eterno naqueles que cruzam em nosso caminho e que deixam marcas, pegadas e nos fazem sonhar.
As imagens passam
Igual filme na minha memória
Quantos abraços,
Quantos olhares...
Ainda consigo sentir o cheiro do nosso abraço.
Saudades desses dias mágicos
Saudades de estar com você
Com vocês...
Que em poucos dias já levaram
Um pedacinho do meu coração embora.
Vão em paz.
Eu estou em paz
Aguardando com a certeza de um reencontro feliz.



12 de jan de 2015

Voa vida
Voa
Que o dia não permite que se deixe para amanhã.
Voa vida
Voa
Encontra teu lugar nessa imensidão
Voa vida
Voa
Segue teus sonhos
Voa vida
Voa
Que o amanhã nem sempre certo será.