"A mente que se abre a uma nova idéia jamais volta ao seu tamanho original."
(Albert Einstein)

19 de jun de 2011

viver uma vida sem dor
viver com amor
sonhar dias de sol
cantar a alegria
e um dia paz.
o mundo gira
o mundo grita
o mundo implora
e você não está nem aí.
ouvimos notícias
contamos histórias
falamos dos outros
do nosso futuro
e as paredes nos respondem.
silêncio.
silencioso
silenciar
silenciamos
o nada.
o dia anoitecendo e você deitado na cama
o dia clareado e você deitado na cama
incompreensão.
tédio
revolta
sofrimento
angústia
e a dor.
acabamos sempre na dor.
na nossa dor.
ninguém nos entende,
ninguém nos compreende,
ninguém, está nem aí.
eu quero um dia poder sonhar sonhos bons
eu quero um dia poder adeus
eu quero um dia poder
eu quero um dia poder
eu quero um dia poder
um dia poder
um dia poder
poder
poder...
o que o poder faz com as pessoas, não?
eu posso tudo,
é o que os outros dizem.
eu? eu quero um dia poder.
poder sentir
eu quero um dia poder poder.

5 de jun de 2011

há uma luz na escuridão. há uma vida no vácuo. há calor no frio. dias felizes virão. só espero não morrer neste escuridão, viver sem ter vontade de seguir adiante, cantar sem ouvir meu coração palpitar ou mesmo nunca mais sonhar. a vida é curiosa, não? às vezes parece inacreditável como aguentamos e suportamos certas coisas. já me disseram: você tem que sofrer daniela, do jeito que você é, você só merece sofrer nesta vida. obrigada a todas as pessoas que almejaram momentos difíceis e de dor para mim, eles finalmente chegaram. todos juntos. mas eu conseguirei passar por mais esta tempestade, se eu não me matei da outra vez que eu tive depressão, não vai ser agora que isto vai acontecer. não importa o quanto me critiquem e me machuquem. eu conseguirei passar por mais esta tempestade. não importa o quanto briguem e gritem comigo. eu conseguirei passar por mais esta tempestade. afinal, eu adoro chuva e não importa de ela venha com raios e trovões eu também gosto de vê-los e ouvi-los. os olhares de desprezo, a falta de sensibilidade, a vida inútil, mesquinha e capitalista de vocês não mais me atingirão. há uma luz na escuridão e eu conseguirei passar por mais esta tempestade. perder alguém de quem eu gostava muito foi uma das piores dores que eu já senti. mas na vida a gente refaz os caminhos, vai juntado o que resta e se estruturando aos poucos. o que me revolta é a falta de sensibilidade de todos perante às dores alheias, afinal, quanta gente já se matou por não ser compreendido e por não ser ouvido e aconselhado pelas pessoas que amava. este mundo capitalista e insensível, só se importa com as próprias coisas, com o seu umbigo, com coisas fúteis e materiais, com status e popularidade. que tudo isso vá pra puta que o pariu. eu já disse e repito: quero pessoas mais humanas, que transmitam carinho nas palavras, calor nos seus gestos e amor nos seus atos. eu conseguirei passar por mais esta tempestade e vocês ainda virão o meu retorno espetacular.