"A mente que se abre a uma nova idéia jamais volta ao seu tamanho original."
(Albert Einstein)

21 de dez de 2011

aos meus sentimentos, aos meus amores, aos meus amigos, e para aquelas pessoas que me fazem sorrir em dias de chuva.
"O coração é um navio que pode levar você para longe
Mais do que você nunca foi antes.
Ele pode engolir um oceano na palma da sua mão,
Mas somente se você abrir a porta e deixar entrar.
Cardiologia está guiando eu e você...uma história antiga, uma nova tecnologia. Cardiologia é um mistério.
Existe uma fórmula que pode explicar o que pode te fazer se sentir tão bem, porém, traz tanta dor.
A Ciência não ajuda quando chega o dia e nos deparamos que o amor pode escapar.
Nenhum livro que eu possa ler tem a resposta
A medicina não pode curar o fato de que eu ainda sou teu
Mesmo sabendo que você se foi sem mim."
Cardiology - Good Charlotte
há coisas na vida que não são explicáveis, não há ciência, não há fórmula, não há comprovação cientifica para tais fatos. as questões do coração. a perda. o amor. os sentimentos. aquilo que era tão bom e que agora não é mais. a ciência não cura esse tipo de coisa. um amor perdido. um amor não correspondido. as lágrimas. o sofrimento, a dor. um amor correspondido. um sorriso. um abraço. um dia de sol.
caminharemos em direção de dias de sol somente se nos aceitarmos como somos.
eu e você. dois mistérios. dois oceanos. os problemas dos nossos corações? só nós sabemos como são. porém, só encontraremos a resposta se abrirmos aquela porta.
vamos voltar aos tempo imemoriais de quando sentávamos no banco ao redor do lago e assistíamos o farfalhar das folhas nas arvores, o canto dos pássaros e o sol a abrasar nossas vidas e nossos corações.
seremos sempre assim. dois mistérios. nossos corações - dois mistérios. dois caminhos.
"pegue esse coração, diga quando começar. em nenhum livro encontraremos as respostas..."
tentar é sempre um começo. é o primeiro passo. e é quando nos deparamos com a verdade. a verdade que nos guiará. a verdade que nos fortalecerá. a verdade que nos trará fé. a verdade que nos unirá.


3 de dez de 2011

passados os dias
passados os tempos..
mudanças.
não somos mais os mesmo.
não queremos mais as mesmas coisas...
sonhos mudam.
um nova onda de esperança, uma novo horizonte...novas conquistas!
quando cantamos nossas almas se elevam e sonham.
esquecemos do que foi ruim e pensamos no futuro.
um futuro com as cores do arco-íris e cheio de esperanças.
paz.
olhamos para o céu, as nuvens brancas, amarelas e vermelhas pintam a nossa vida.
vamos nos embalar.....
chegou uma nova era.
uma nova maneira de ver o mundo.
dando-nos as mãos
caminhando juntos.


26 de nov de 2011

eu vou cantar um dia para todos e dizer
meu coração é meu norte
eu sou uma viva alma a procura da felicidade
longo caminho
muitas dores (e como dói). Apertam nosso coração com tanta força que fica difícil respirar.
aprendizados e romances
"sorrir meu riso e chorar meu pranto"
e assim vivi e ainda vivo na sua consciência
nós não morremos....estamos a todo tempos nos reciclando...tirando fora o que não nos serve mais.
é uma roda que gira gira gira. Toda vez a mesma essência, mas o corpo diferente.
quero que saibam que eu sobrevivi
que possível ser feliz.
o fim não é o fim. é o começo, o começo daquilo que realmente é real.
e principalmente, nós não estamos sozinhos. eu, você somos complementos.
quero você aqui. mas ainda não é possível. caminhos diferentes para seres diferentes.
mas eu acredito no futuro. no meu, no seu, no nosso.
eu voltei - por você. e voltarei sempre. sempre que me permitirem.
confie. ainda temos muito que aprender.
nós.
tudo tem um motivo. me dê a mão. vamos passear. o jardim está florido e o vento bate no nosso rosto.
confie. isso já aconteceu, e voltará sempre a acontecer. e agora é real.
sinta o coração. sinta a batida do coração.
sentimentos. enfim revelados, enfim explicados, mas ainda não descobertos.
o que será que vem depois?
vamos ter que esperar para assistir.

10 de nov de 2011

seus olhos
dois paraísos a serem desvendado.
meus olhos
mistério, resignação e amor.
resistindo ao tempo
resistindo aos empecilhos
eles sorriem
eles se amam
estamos a um passo...
estamos perto!

seus olhos
meus olhos
e um mundo de histórias e mistérios a desvendar
o que eles trazem?
o que eles carregam?
o que eles já viram?
por onde estiveram?
juntos caminharemos um direção ao sol

seus olhos
meus olhos
resistindo ao tempo
acalmando as aflições
a dor não tem espaço
e o amor preenche o que antes era tristeza e rancor

seus olhos meus olhos
seus olhos meus olhos
visões distorcidas
cegos em meio a multidão
o que vejo?
como você vê?
para onde vamos?
como é lá?
será que conseguimos?

seus
meus
juntos
um só.
enfim, um só.

1 de nov de 2011

as ilusões do mundo.
o que eu digo que é certo.
o que quero...
é tudo mentira.
nada é real...
nada é verdadeiro...
relações corrompidas, desestruturadas, falsas, irreais, humilhantes, mesquinhas e de interesses.
a grande ilusão do mundo.
fantasias, viver um sonho. viver? será que viver é isso?
você se cobre em meio ao seu status.
mas, quem é você afinal?
um acorde desafinado em dia de chuva
um vento gelado em dia ensolarado
uma lágrima
um sorriso
quem é você afinal?
um ruído
um o que?
as ilusões te transportaram para onde?
onde você está?
onde você quer estar?
silêncio.
feche os seus olhos.
respire fundo.
eu ainda estou te procurando.

16 de out de 2011

o que é vida? o que é a morte? o que é o sofrimento?
a dor incessável.
batalhas contra mim.
eu versus eu
meu pensamento versus minhas atitudes
o que devo fazer nessas situações?
o que fazer quando não resta mais nada além de gritar?
e essa dor rasga meu peito e me faz transbordar em lágrimas.
olhos nos olhos
o desespero
a ansiedade
o que eu quero?
o que você quer?
impossível dizer.
impossível expressar com palavras.
impossível querer dizer o que se passa no coração da gente.
eu só sinto
sinto e não consigo demostrar as emoções.
olhe nos meus olhos
o que você vê?
o que você quer eu faça?
impossível dizer.
eu só sinto.

14 de out de 2011

aos meus amigos....

um sentimento inexplicável, um sentimento forte, profundo. um fio invisível nos une desde tempo imemoriáveis. quantas vidas, quantos sorrisos, quantos momentos. hoje estamos frente a frente, para viver, conviver, aprender novamente, crescer. quero dizer que és especial, que mora do lado esquerdo do peito, que me faz sorrir, me faz ser. ser um alguém melhor. meus amigos. de loonga data. de muitas experiências. de abraços trocados, de palavras trocadas, de sentimentos compartilhados. um todo que me faz ser melhor. que me acalma, me anima, e que juntos, eu tenho certeza, seremos grandes. grandes frutos do amor sublime. é o fio invisível que nos une, é o mesmo sentimento que nos guia, estamos todos juntos nesta jornada, nos guiando para dias melhores.

8 de out de 2011


impressões de um dia conturbado. mudamos de rumo, mudamos as horas, mudamos a roupa, mudamos a nossa casca, porém continuamos os mesmos. os nossos pensamentos continuam os mesmos. as nossas fragilidades continuam as mesmas. e a nossa memória não nos deixam enganar.
fragmentos desestruturados de uma mente insana.
memórias corrompidas
imagens desestruturadas
caminhos obscuros
um dia de festa sem cor
o vestido de cetim rasgado
uma nota desafinada.
o que me restará no fim?
um coração,
um sentimento,
um dia de sol?!
quem sabe....

15 de set de 2011

olhares trocados, mãos suadas, um frio na barriga e um tremor nas pernas. tantas sensações e tantas emoções vividas e trocadas de uma vez só. chegamos a ficar cegos. chegamos a trocar promessas. chegamos a lugares antes não imaginados. chegamos tão perto... tão perto de sermos um, tão perto de querermos mais, tão perto de nos sentirmos, enfim, em paz.
sonhos.
canções.
letras.
promessas.
violão.
palavras.
e tudo se mistura.
e tudo roda e volta ao seu lugar. ao seu lugar de origem.
um ciclo.
hoje, eu não quero pensar em nada. não quero sentir nada. deixe o tic-tac do relógio embalar meus sonhos   profundos, seus sonhos profundos....deixe que o mar me leve,te leve. que o brisa afaste os pensamentos e que nós possamos enfim, ficar em paz.

18 de ago de 2011

você surgiu como suave melodia trazida pela brisa; dilatou-se no silêncio de minha alma e fez-se moldura em meu viver.
isso se chama ventura.
há algo em você que transparece no olhar, como estrela no céu atapetado de astros e exterioriza-se num sorriso como canção tocada na harpa dos ventos.
isso se chama ternura...
sem olhar, você me percebe; sem falar você me diz; sem me tocar, você me abraça...
isso se chama sensibilidade.
quando me perco em labirintos escuros, você me mostra o caminho de volta...
quando exponho meus tantos defeitos, você faz de conta que não nota..
se enlouqueço, você me devolve a razão...
isso se chama compaixão.
nos dias em que as horas passam lentas, sem graça e sem luz, nos seus braços eu encontro alento.
quando os dias alegres de verão partem e em seu lugar chega o outono, cobrindo o chão com folhas secas, e o verde exuberante cede lugar ao cinza, nos seus braços eu encontro harmonia.
isso se chama aconchego.
quando você está longe, no espelho da saudade eu vejo refletida a certeza do reencontro.
nas noites sem estrelas, quando a escuridão envolve tudo em seu manto negro, você me aponta a carruagem da madrugada, que vem despertar o dia com suas carícias de luz...
isso se chama esperança.
quando as marés dos problemas parecem tragar em suas ondas as minhas forças, em seus braços eu encontro reconforto.
se as amarguras pairam sobre os meus dias, trazendo desgosto e dor, sua presença me traz tranquilidade.
você é um raio de sol nos dias escuros...
é ave graciosa que enfeita a amplidão azul...
você é alma e é coração...
é ternura e dedicação...
nada impõe, tudo compreende, tudo perdoa..
sua companhia é doce melodia, é convite a viver...
...e tudo isso se chama amor!
surge depois que as nuvens ilusórias da paixão se desvanecem.
que a alma se mostra nua, sem efeitos, sem fantasias, sem máscaras..
enfim, o amor é este sentimento que brota todos os dias, como a flor que explode de um botão, ao mais sutil beijo do sol...
isso, sim, se chama amor...






extraído do site: www.livrariamundoespirita.com.br

12 de ago de 2011

eu quero um dia chegar e contar histórias alucinante da minha infância e da minha adolescência, das coisas loucas que eu vivi, das festas, dos vários machucados, nos braços quebrados, rir de acontecimentos que na hora não tiveram graça, contar como a gente se vestia, o que a gente fazia, lembrar dos colégios, dos professores e dos amigos incríveis que fiz ao longo da minha vivência. amigos que eu poderia dizer de boca cheia que são os melhores, que foram com quem eu passei os melhores momentos da minha vida. amigos que se tornaram irmãos, primos, pessoas amadas e com mil defeitos, mas maravilhosos aos meus olhos. amigos de longa data, amigos de um verão, amigos à distância, amigos que o tempo trouxe e que eu nao deixei mais ir embora. amigos que me ajudaram muito em momentos difíceis e aqueles que vinham sempre com um sorriso no rosto e uma história louca pra contar. um dia eu ainda vou dizer que o meu tempo aqui não foi em vão e que eu levo no meu coração somente felicidade.

19 de jul de 2011

"Garraw olhou com severidade para os dois.
- Tenho algumas palavras para dizer a vocês dois. Chegou a hora de dizê-las, pois vocês precisarão enfrentar o mundo. Prestem atenção e elas serão muito úteis. Primeiro: nunca deixem ninguém dominar seu corpo ou sua mente. Tenham cuidado especial para que seus pensamentos permaneçam livres. Um indivíduo pode ser livre, contudo pode estar mais preso do que um escravo. Dêem seus ouvidos às pessoas, mas nunca o coração. Demostrem respeito por aqueles que estão no poder, mas nunca os sigam cegamente. Julguem com logica e razão, mas nunca façam comentários. Nunca considerem alguém como superior a vocês, não importa que posto ou situação eles tenham na vida. Tratem todos com justiça, ou poderão querer se vingar. Tenham cautela com o dinheiro. Atenham-se às suas crenças, e os outros ouvirão. - Garrow continuou em um ritmo mais lento. - Quanto aos assuntos do amor...o meu único conselho é que vocês sejam sinceros. É a ferramenta mais poderosa para abrir um coração ou ganhar um perdão. É tudo o que eu tinha a dizer."

ERAGON - Christopher Paolini

19 de jun de 2011

viver uma vida sem dor
viver com amor
sonhar dias de sol
cantar a alegria
e um dia paz.
o mundo gira
o mundo grita
o mundo implora
e você não está nem aí.
ouvimos notícias
contamos histórias
falamos dos outros
do nosso futuro
e as paredes nos respondem.
silêncio.
silencioso
silenciar
silenciamos
o nada.
o dia anoitecendo e você deitado na cama
o dia clareado e você deitado na cama
incompreensão.
tédio
revolta
sofrimento
angústia
e a dor.
acabamos sempre na dor.
na nossa dor.
ninguém nos entende,
ninguém nos compreende,
ninguém, está nem aí.
eu quero um dia poder sonhar sonhos bons
eu quero um dia poder adeus
eu quero um dia poder
eu quero um dia poder
eu quero um dia poder
um dia poder
um dia poder
poder
poder...
o que o poder faz com as pessoas, não?
eu posso tudo,
é o que os outros dizem.
eu? eu quero um dia poder.
poder sentir
eu quero um dia poder poder.

5 de jun de 2011

há uma luz na escuridão. há uma vida no vácuo. há calor no frio. dias felizes virão. só espero não morrer neste escuridão, viver sem ter vontade de seguir adiante, cantar sem ouvir meu coração palpitar ou mesmo nunca mais sonhar. a vida é curiosa, não? às vezes parece inacreditável como aguentamos e suportamos certas coisas. já me disseram: você tem que sofrer daniela, do jeito que você é, você só merece sofrer nesta vida. obrigada a todas as pessoas que almejaram momentos difíceis e de dor para mim, eles finalmente chegaram. todos juntos. mas eu conseguirei passar por mais esta tempestade, se eu não me matei da outra vez que eu tive depressão, não vai ser agora que isto vai acontecer. não importa o quanto me critiquem e me machuquem. eu conseguirei passar por mais esta tempestade. não importa o quanto briguem e gritem comigo. eu conseguirei passar por mais esta tempestade. afinal, eu adoro chuva e não importa de ela venha com raios e trovões eu também gosto de vê-los e ouvi-los. os olhares de desprezo, a falta de sensibilidade, a vida inútil, mesquinha e capitalista de vocês não mais me atingirão. há uma luz na escuridão e eu conseguirei passar por mais esta tempestade. perder alguém de quem eu gostava muito foi uma das piores dores que eu já senti. mas na vida a gente refaz os caminhos, vai juntado o que resta e se estruturando aos poucos. o que me revolta é a falta de sensibilidade de todos perante às dores alheias, afinal, quanta gente já se matou por não ser compreendido e por não ser ouvido e aconselhado pelas pessoas que amava. este mundo capitalista e insensível, só se importa com as próprias coisas, com o seu umbigo, com coisas fúteis e materiais, com status e popularidade. que tudo isso vá pra puta que o pariu. eu já disse e repito: quero pessoas mais humanas, que transmitam carinho nas palavras, calor nos seus gestos e amor nos seus atos. eu conseguirei passar por mais esta tempestade e vocês ainda virão o meu retorno espetacular.

13 de abr de 2011

Sentada na grama ao pé de uma árvore
olhando para o nada
pensando sobre o nada
sentindo o vento fresco bater no rosto
o sol a iluminar o dia
o céu azul, cinza, amarelo e vermelho
a sombra que acalma
o som dos pássaros que alegram
o barulho das folhas das árvores
o cheiro de flores, frutas, o perfume
a tranquilidade
a calma da natureza
a esperança de dias felizes
a paz interior
o suspiro lento e demorado
um sonho
um dia
para mim
e para você.

3 de abr de 2011

lembrar coisas do passado e sentir saudades. é que o que aconteceu comigo hoje. lembrar dos tempos em que eu era criança, brincava o dia inteiro, era tímida e não falava muito, mas gostava de ouvir as folhas das árvores, ficar o dia sentada na sombra ao pé da árvores pensando, pensando. olhando a natureza, o céu azul, comendo as frutas das árvores, brincando no balanço, acariciando meu gato, correndo atrás da cachorra. eu não falava muito, mas eu ria. ria e sorria com vontade. tinha dias que de manhã eu acordava com a minha vó martelando os bifes (para que eles ficassem moles e gostosos) já que ela começa beem cedo a fazer o almoço. eu ia discretamente pegar alguns tomates cortados para comer enquanto o almoço não ficava pronto. minha vó ficava brava quando a gente mexia nos ingredientes do seu almoço, mas era sempre muito divertido. eu gostava de ficar sozinha, sempre gostei, nunca fui uma pessoa de ter vários e inúmeros amigos. desde pequena eu sempre tinha um amiga que era muito especial, que me ajudava muito e tenho certeza que com ela eu conseguia superar tudo o que eu precisa para as determinadas fases da minha vida. mas eu percebi que daquela criança tímida e retraída e só sorria e não falava nada eu me tornei numa pessoa chata e muitas vezes rancorosa. a sociedade não tem piedade, não tem sentimentos e não se importa com o outro. eu mudei, porque havia a necessidade de falar, de gritar, eu não podia mais guardar tudo para mim, eu não podia mais segurar tudo, eu não podia mais ficar olhando as árvores e ouvir o vento. é por isso que fui classificada como uma pessoa chata, de difícil convívio, que nunca sabe se está bem ou não, e que parece que não está ainda enquadrada dentro da sociedade, que ainda não sabe o que quer. eu já não rio como antigamente, eu não sorrio como antigamente e do que eu mais sinto falta é sentar ao pé da árvore e ouvir as folhas e o vento. momentos de saudades, em que eu podia viver mais tranqüila e feliz. hoje onde eu passo a maior parte do tempo é em uma sala, com quatro paredes e nenhuma janela, eu não posso olhar para fora, eu não posso nem mesmo ver o céu. a única coisa que eu vejo o dia inteiro é a tela do computador e a pilha de trabalhos a serem feitos. e ainda dizem que o tempo de escravidão acabou, não é mesmo? se eu me tornei chata, sinceramente não foi porque eu quis. eu ainda sonho em passar os meus dias olhando a natureza, o céu, acariciando meu gato, meu cachorro, ouvindo uma boa música, ver árvores enormes, a grama verde e não ter medo de sorrir e rir. eu não matei totalmente aquela menina tímida e cheia de sonhos, só lacrei até o momento em que eu possa libertá-la para deixa-la viver como quer e em paz. hoje, me deu saudades desse tempo de criança e de sentir como era bom andar descalço na grama molhada.

27 de mar de 2011

coração partido...desestruturado...manchado...lacrado.
metade pedra, metade gelo
chora, grita e reprime a dor
quer libertar-se
quer mudar
quer sonhar
quer viver
mas chora,
mas morre aos poucos,
mas sofre,
e junta tudo para si.
não conversa
não expande
não fala
foge
corre
não quer estar perto
não quer se envolver
tem medos
paredes grossas e altas
barreiras
aflições
dúvidas
o coração partido...despedaçado
cansado de tudo
cansado de todos
cheio de remendas
cortes
cicatrizes
marcas
coração louco
que não pensa
não raciocina
que age impulsivamente
instintivamente
e que quer a todo custo juntas todos os pedacinhos
e tentar na medida do possível
cantar.
I
sonhar
sentir-se bem
acreditar
crescer
produzir
enriquecer o espírito e a alma
ser feliz
e sonhar.
sonhar os sonhos que a gente tem.
acreditar nos sonhos que a gente tem.
ir atrás dos sonhos que a gente tem.
metas
realizações
e canções.
canções de amor.
canções de dor.
e por fim, viver intesamente.


II
olhar o céu e ver as nuvens caminhando
olhar o céu e ver a lua e as estrelas brilhando
olhar a vida e ver as cores do arco-íris
sentir o vento
admirar
passar horas lendo luvros
alimentando a alma
alimentando o coração
alimentando a vida.

26 de jan de 2011

é muito fácil fugir dos problemas, é muito fácil dizer "não quero mais", é muito fácil se fazer de vítima e manipular todos a seu redor..é muito fácil jogar a culpa nos outros e se manter impune a tudo. é muito fácil fingir, mentir, ludibriar, enganar. porém, isso tudo acaba num círculo vicioso, sem volta, sem perdão, sem nada. é o caminho certo para a sua e somente a sua destruição. você acabará sem nada e sem ninguém. eu sei. é difícil assumir nossos, seus erros. é difícil lutar contra o comodismo, é difícil correr atrás, não? é difícil ter que sair a luta quando as coisas caem do céu, quando vc faz de tudo para ter tudo da maneira mais fácil nas mãos. mas, é somente enfrentando tudo aquilo que você possui de pior que um dia você terá alguma recompensa. não pense que sua vida será assim fácil sempre, se você escolher o caminho fácil, arque com as consequência. se você escolher enfrentar, lutar e tentar ser melhor, fique ciente que um dia você desfrutará do melhor.

7 de jan de 2011

agora eu vejo com mais clareza. a situação nunca vai mudar. sempre foi assim e sempre será. as mesmas mentiras, os mesmo disfarces, as mesmas chantagens. há mudanças. a todo tempo. pena que elas são para piores. a cada dia a convivência fica mais isuportável. eu queria poder gritar, berrar, chingar, mas isso não adiantará em nada e eu continuarei infeliz. falando nisso, felicidade é um coisa rara em minha vida. foram poucas as vezes em que eu realmente fiquei feliz principalmente de uns tempos para cá. minha cabeça me engana. prega peças em mim. a dor aumenta. o peito dói, se contrai. não tenho mais animo para aturar tudo isso. eu estou tão cheia de todas essas coisas que estou explodindo já. saindo do controle. transbordando. e é óbvio, é sempre eu que estou errada, é sempre eu que tenho que me desculpar, é sempre eu tenho que me rebaixar. mas sabe de uma coisa? desta vez eu não quero mais conversa. estou sendo sincera quando digo que estou de saco cheio. sim, estou nervosa, extressa, trsite, e com um imenso nó na garganta. alguns dizem que é depressão, eu digo que é raiva e cansaço. minha paciência esgotou-se. evaporou-se. simui-se. sabe aquela expressão:"eu não aguento mais". é...é isso. estou saturada. aaah, como eu quero paz.